Blog Itubombas
Bem-vindo ao nosso blog

Acompanhe tudo sobre
bombeamento

Neste canal publicamos artigos sobre conceitos, tipos de equipamentos, aplicações, etc., para ajudá-lo em sua busca por informações sobre bombas.

petro.png

Quais os riscos da falta de manutenção dos sistemas de combate a incêndio?

  • 15/02/2022

Como o próprio nome sugere, os sistemas de combate a incêndios são responsáveis por disponibilizarem recursos de supressão imediata de incêndios e ajudam a evitar acidentes de grandes proporções. Por esse motivo, tais dispositivos são obrigatórios em diversos segmentos industriais.

No entanto, é fundamental que os equipamentos que compõem esses sistemas estejam sempre com as manutenções em dia. Isso porque, eles devem estar preparados para agir rapidamente contra qualquer foco de incêndio, seja ele causado por problemas em equipamentos, circuitos elétricos ou eventuais incidentes de ordem climática, como raios.

No artigo de hoje, iremos falar sobre a importância das manutenções periódicas em sistemas de combate a incêndio e a função das motobombas nesse processo.

O papel das manutenções em sistemas de incêndio

Por atestar o máximo desempenho dos equipamentos, as manutenções em sistemas de combate a incêndios são determinantes para garantir a segurança das pessoas e das instalações.

As motobombas, por exemplo, atuam no abastecimento de sistemas hidráulicos e no fornecimento da pressão necessária para atender possíveis ocorrências. Inclusive, os equipamentos permitem que a água seja transportada para grandes distâncias. 

Sendo assim, a vazão e a pressão devem ser diagnosticadas corretamente para selecionar a bomba adequada. Outro ponto importante é o atendimento à norma técnica da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). A norma estabelece requisitos mínimos para a instalação dos conjuntos de motobombas para sistemas automáticos de proteção contra incêndios.

Nesse contexto, as manutenções são importantes na verificação do estado dos equipamentos em operação e do local onde foram instalados. No caso das motobombas, é necessário que estejam sempre protegidas e alocadas nas chamadas “casas de bombas”. O espaço deve ser de fácil acesso e dedicado somente a elas.

Sistema emergencial de backup

As motobombas também podem ser aplicadas como backup durante as paradas para manutenção dos sistemas de combate a incêndio. Trata-se de uma solução temporária, que inclui logística, instalação simples e total suporte para que as bombas atuem no lugar dos equipamentos que estão em revisão.

Desta forma, mantem-se o nível de segurança exigido por esses sistemas e evita-se a interrupção das atividades da empresa.

Durante a pandemia, uma das maiores companhias de cosméticos do Brasil adotou justamente um conjunto de motobombas como backup para realizar a manutenção em seu sistema próprio.

A empresa recorreu a uma solução desenhada especificamente para sua operação com instalação externa à casa de máquinas e contou com todos os acessórios necessários para a conexão das tubulações do sistema do cliente à bomba de backup.

O equipamento ficou em operação durante quatro meses e se mostrou eficiente ao garantir total segurança ao longo do processo.   

Gostou deste artigo e quer conferir mais dicas sobre motobombas? Clique aqui e confira nosso blog.