Blog Itubombas
Bem-vindo ao nosso blog

Acompanhe tudo sobre
bombeamento

Neste canal publicamos artigos sobre conceitos, tipos de equipamentos, aplicações, etc., para ajudá-lo em sua busca por informações sobre bombas.

meio_ambiente.png

Como garantir os cuidados com a saúde, segurança e meio ambiente na operação de motobombas?

  • 19/08/2021

Seja qual for o tipo de aplicação, estar atento aos detalhes durante a operação de sistemas de bombeamento é fundamental para evitar qualquer tipo de acidente que possa vir a ocorrer na transferência de fluidos.

Como abordamos anteriormente, uma das primeiras recomendações neste sentido é contar com o apoio de fornecedores confiáveis, que estejam em conformidade com as diretrizes legais estabelecidas pela Secretaria do Trabalho e as normas definidas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que regulamentam desde a fabricação e manuseio das motobombas, até a conduta das empresas que fornecem essas soluções.

Mas não para por aí. Uma vez que o sistema de bombeamento é contratado, existe uma série de boas práticas que devem ser adotadas pelo usuário, a fim de garantir tanto a integridade das pessoas envolvidas na operação, quanto a do meio ambiente.

Para auxiliá-lo a tomar as melhores decisões nesta frente, separamos quatro cuidados a serem tomados durante a operação de motobombas. Acompanhe!

1.    Destinação correta de resíduos

A fim de evitar problemas ambientais, a correta destinação dos resíduos industriais gerados durante as operações de motobombas deve ser encarada como prioridade e realizada de acordo com os requisitos federais da Política Nacional de Resíduos Sólidos, Lei Federal 12.305.

Entre os resíduos que demandam cuidados, um dos mais preocupantes é o óleo lubrificante usado, no caso de bombas a diesel. Afinal, ele é considerado altamente perigoso ao meio ambiente e, por isso, deve ser destinado de acordo com a legislação específica da Agência Nacional do Petróleo (ANP).

Para não ter problemas nesta frente, a dica é sempre optar por fabricantes de bombas que adotem mecanismos de segurança a fim de evitar possíveis vazamentos. Uma das formas de fazer isso é por meio da adoção de caixas de contenção ou carenagem, estrutura de captação que fica embaixo do equipamento.

2.    Emissão sonora

Outro ponto importante quando falamos sobre os cuidados com meio ambiente, é a emissão sonora dos equipamentos. Isso porque a Resolução Conama nº 01, de 08/03/1990 estabelece que a emissão de ruídos em decorrência de quaisquer atividades industriais, comerciais e outras, não devem ser superiores aos considerados aceitáveis pela Norma NBR 10151: Medição e avaliação de níveis de pressão sonora em áreas habitadas.

Para estar em conformidade com a legislação vigente, é fundamental apostar em equipamentos que atendam aos requisitos de emissão sonora. Algumas fabricantes, inclusive, oferecem motobombas equipadas com cabines silenciadas, que tem justamente a finalidade de atenuar o barulho proveniente do bombeamento.

3.    Capacitação da equipe

Além de serem seguras para o meio ambiente, é muito importante que as bombas sejam seguras para as pessoas que irão manuseá-las. Por isso, recomenda-se que as atividades de instalação, operação e manutenção dos equipamentos sejam feitas, exclusivamente, por pessoal devidamente capacitado e que leram o Manual de Operação.

Para ter mais tranquilidade com relação a este processo, muitas empresas têm optado pela locação de bombas ao invés da compra do equipamento. Uma das vantagens desta modalidade é que a manutenção e o treinamento de operação deixam de ser uma preocupação para o contratante, pois todo o suporte com relação à instalação, operação e manutenção dos equipamentos é dado pelo fornecedor.

4.    Local de instalação

A última dica do post de hoje é sobre o local de instalação das motobombas. No geral, esses equipamentos não produzem ar respirável e, por isso, devem ser instalados em locais abertos, em especial os movidos a diesel.

Além disso, os equipamentos devem possuir aterramento adequado e não estar instalado onde o ar respirável possa estar contaminado com solventes e/ou particulados em excesso, que possam provocar incêndios ou explosões.

Para ambientes fechados, recomenda-se o uso de equipamentos elétricos, que por não gerarem CO2, são mais seguras para os operadores e para o entorno. Além disso, os motores elétricos também são mais silenciosos, emitindo pouco ou nenhum ruído.

Como você viu até aqui, a adoção de sistemas de bombeamento demanda uma série de cuidados especiais. Se você deseja se aprofundar no assunto, recomendamos que clique aqui e confira outro conteúdo que fizemos sobre segurança na operação de motobombas.